Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Nódulo no pescoço e rouquidão: quando suspeitar de câncer de tireoide?
02/08/2022 08:16 em Ciência & Saúde

Você conhece alguém que tem nódulo de tireoide? E você sabe quando deve suspeitar de câncer de tireoide e o que fazer se for esse o diagnóstico? Neste episódio a Dra. Natalia Andrade dará mais detalhes sobre o assunto.

Quando você deve suspeitar que tem um câncer de tireoide? Veja as 3 características mais importantes:

  1. uma massa ou nódulo visível na região da tireoide.
  2. a presença de linfonodos, popularmente conhecidos por ínguas, aumentados na região do pescoço. Aqui cabe um esclarecimento: ter linfonodos aumentados no pescoço é muito comum. Isso pode estar associado a diversos outros problemas muito mais comuns que câncer de tireoide, como dor de garganta, torcicolo, infecção no ouvido, amigdalite, resfriado, mas pode ser também câncer de tireoide. O que estou falando aqui é que se você tem um nódulo suspeito e linfonodos aumentados no pescoço, é importante ficar atento.
  3. sintomas compressivos. Nos casos mais avançados o tumor de tireoide pode comprimir as estruturas ao redor causando rouquidão, falta de ar e até dificuldade em engolir alimentos. 

A maioria dos tumores de tireoide são descobertos na fase inicial, quando esses sintomas que eu falei ainda não apareceram. A pessoa vai fazer algum outro exame de imagem para investigar outro problema e acaba descobrindo que tem um nódulo na tireoide, e é então que surge a suspeita do problema.

Para se considerar um nódulo suspeito deve-se levar em consideração 3 aspectos:

  1. a parte dos sintomas que eu já falei - nódulo palpável e endurecido, linfonodos cervicais e rouquidão persistente
  2. as características dos nódulos vistos no ultrassom – a presença de microcalcificações é a característica mais suspeita, mas outros aspectos como bordas irregulares, vascularização central ou nódulo mais alto do que largo também são sugestivos de malignidade.
  3. também deve-se levar em consideração os fatores de risco, que são principalmente ter feito radioterapia no pescoço por alguma razão e ter histórico familiar dessa doença. ou seja, ter algum parente próximo que já teve a doença. 

Em caso de suspeita, o médico que está acompanhando deve prosseguir a investigação com o que chamamos de Punção Aspirativa por Agulha Fina da lesão, que nada mais é do que introduzir uma agulha no nódulo e tirar um pouco de material para análise no microscópio por um médico chamado patologista.

Esse Patologista que vai avaliar qual a probabilidade de ser câncer. Se for maligno, vai descrever ainda o nome e a agressividade da doença. Só assim conseguimos entender um pouco mais a doença, a ameaça que ela representa e também planejar o tratamento.

Há 4 tipos de Câncer de tireoide: papilífero (é o tipo mais comum e está presente em cerca de 80% das pessoas com câncer de tireoide. geralmente cresce muito lentamente), folicular, medular e anaplásico.

O tratamento de câncer de tireoide é eminentemente cirúrgico. A tireoidectomia (retirada da tireoide) total ou parcial (remoção de um lobo) é o tratamento de escolha para a grande maioria dos casos. 

A depender da extensão da doença e nome do tumor que eu falei pode ser indicada a retirada dos gânglios do pescoço que é o que chamamos de esvaziamento cervical.

Além disso pode ser indicado um tratamento que só se faz para câncer de tireoide chamado radioiodoterapia. 

Para saber mais, assista ao vídeo no canal no Dr.Ajuda.

 


Foto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda
Fonte: Brasil 61

COMENTÁRIOS