Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Bolsonaro critica falta do tratamento precoce em Manaus
13/01/2021 19:13 em Notícias do Brasil

Na terça-feira, 12, o presidente Jair Bolsonaro criticou a condução do enfrentamento da pandemia em Manaus (AM). “Não faziam tratamento precoce. Aumentou assustadoramente o número de mortes. E mortes, pessoal, por asfixia porque não tinha oxigênio,” afirmou. “O governo estadual e municipal deixaram acabar o oxigênio.” No dia anterior, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve na cidade para orientar sobre o tratamento precoce.

Leia também: Pazuello: Brasil vai buscar vacina na Índia e imunização começa em janeiro

“A prescrição é do profissional médico e a orientação é precoce. E essa orientação é de todos os conselhos de medicina,” argumentou Pazuello, em pronunciamento na capital do Amazonas. “O exame laboratorial, o exame de imagem, o teste, é complemento do diagnóstico, até porque, a medicação pode e deve começar antes desses exames complementares.”

Ainda assim, segundo a rádio Jovem Pan, a secretária municipal de Saúde de Manaus, Shadia Fraxe, afirmou que vai distribuir apenas remédios que tenham comprovação científica para o uso contra a doença, embora a agente pública reconheça que não pode evitar que a população busque outra solução.

Os dados expostos no boletim do Amazonas indicam que, na capital do Estado, entre os dias 11 e 12 de janeiro, 1.045 novos casos da doença foram diagnosticados e 42 mortes com a covid-19 foram confirmadas.

 

Fonte: revistaoeste.com

COMENTÁRIOS