Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Bolsonaro ironiza fiasco em prévias do PSDB: ‘É o voto eletrônico’
22/11/2021 17:12 em Política Brasil

O fracasso das prévias do PSDB, que não puderam ser concluídas no domingo, 21, por causa de problemas no aplicativo utilizado para a votação, foi alvo de chacota por parte do presidente Jair Bolsonaro.

Na manhã desta segunda-feira, 22, ao deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro ironizou o fiasco tucano e aproveitou para criticar mais uma vez o sistema eletrônico de votação.

“Eu não vou falar disso porque não tenho nada a ver com o outro partido. Mas deu uma confusão em São Paulo ontem. É o tal do voto eletrônico”, brincou Bolsonaro, em conversa com apoiadores.

Apesar da ironia, o presidente da República mudou o tom em relação ao pleito de 2022. Segundo ele, com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de incluir as Forças Armadas na fiscalização do processo eleitoral, é “quase impossível” haver fraude no pleito do ano que vem.

Leia também: Deputada denuncia tentativa de compra de votos pró-Doria nas prévias do PSDB

“O ministro Luís Roberto Barroso emitiu uma portaria e convidou umas dez instituições. Entre elas, uma tal de Forças Armadas, para participar do sistema das eleições do ano que vem”, disse Bolsonaro. “Então, nós vamos participar da primeira fase, lá do código-fonte, até a sala secreta. Não vai ter problema. O ideal é o voto no papel, mas agora fica quase impossível uma fraude.”

Prévias do PSDB

O primeiro turno das prévias tucanas não foi finalizado ontem por causa de problemas técnicos no aplicativo utilizado para a votação. A Executiva Nacional do PSDB deve se reunir na tarde desta segunda-feira, 22, para definir a nova data da disputa interna.

Segundo o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), ex-presidente da legenda, a legitimidade das prévias tucanas estará em risco caso a instabilidade do aplicativo não seja corrigida.

“O aplicativo está dando problema e as pessoas não estão querendo votar. Estou constantemente recebendo notícias nesse sentido, essa é uma preocupação”, afirmou Tasso.

Leia mais: Ciro recua e mantém candidatura ao Planalto: ‘Eu não desisti’

Apesar dos problemas causados pela ferramenta e das trocas de farpas entre os candidatos, Tasso considerou a disputa positiva para a legenda porque “acendeu a militância”.

Até as 17 horas, apenas 10% dos inscritos para votar nas prévias do PSDB tinham conseguido registrar seus votos. O presidente estadual do partido em São Paulo, Marco Vinholi, informou que o app ficou fora do ar por quatro horas e 30 minutos.

Fonte: revistaoeste.com

COMENTÁRIOS