Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
"Não vou pedir perdão para Moraes", afirma Zé Trovão
13/10/2021 17:14 em Notícias do Brasil

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, afirmou que não volta para o Brasil se for preciso “pedir perdão” para o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais: Toffoli nega pedidos para investigar Guedes e Campos Neto por offshores

“Se me falarem: ‘Você só volta para o Brasil se fizer uma carta pedindo perdão para o ministro Moraes’; então vou passar o resto da minha vida fora do Brasil”, declarou em uma entrevista publicada nesta terça-feira, 12, pelo portal Metrópoles. “Ambos têm de reconhecer seus erros e acertos. A próxima atitude que ele tomar, vou criticar novamente. Perdão a gente pede quando está errado”.

Zé Trovão está foragido no México, onde pede asilo político, e é alvo de um mandado de prisão autorizado por Moraes. Ele é acusado de incitar a prática de atos violentos contra o STF e o Congresso Nacional.

Leia também: Jornalista acusa partidos de esquerda de ligação com o narcotráfico

“Pretendo voltar quando a situação da minha prisão for resolvida”, afirmou o caminhoneiro, que, em último caso, pretende levar a família para o México e exercer sua profissão no país. “Meus advogados já fizeram mais de dez pedidos, mas o ministro Alexandre de Moraes negou. Eles pediram que eu pudesse retornar ao Brasil sem ser preso. Voltar ao Brasil para ser preso está fora de cogitação. Não sou criminoso”.

Fonte: revistaoeste.com

COMENTÁRIOS